Category Notícias

A indústria automotiva vem sendo o foco dos olhares daqueles que desejam um futuro com menos poluentes. A fim de mitigar os impactos ambientais causados por seus veículos, a indústria está, literalmente, dirigindo-se para um lugar sustentável.

Conforme abordamos em outros artigos, os estudos realizados para a substituição do combustível fóssil por um renovável já é realidade. Podemos ver nas ruas os veículos eletrificados, os movidos a gás etc.

Além desse esforço, a indústria automotiva está transformando suas unidades fabris mais amigáveis ao meio ambiente onde podemos destacar algumas ações: os resíduos produzidos são destinados à reciclagem ou reuso, o consumo de energia elétrica ou gás é reduzido, e águas das chuvas são reutilizadas, entre outros.

Atualmente, o tema meio ambiente é parte intrínseca das indústrias. É crescente o número de empresas que usam em sua frota veículos com combustíveis alternativos ao fóssil.

O uso adequado das ferramentas que temos no mercado nos ajuda a diminuir nossa pegada de carbono. Podemos citar uma transportadora ou empresa de turismo que emprega o TCO (sigla em inglês para custo total de operação) aliado ao TCM (custo total de mobilidade), ou faz algo simples como: não subestimar o uso do arla, por exemplo, está evitando grande impacto ambiental.

Portanto, apesar da indústria interferir no ambiente, se for utilizados estudos, planos e programas para evitar, mitigar ou compensar os impactos negativos, pode-se viver em harmonia com a natureza sem danificar os ecossistemas e trazer benefícios e qualidade de vida ao cidadão.

Como exemplo, as Empresas Randon apresentaram ao mercado um novo plano de investimentos em geração de energia renovável para abastecer suas unidades de indústria. A primeira entrega no Brasil, de uma série de projetos em todo o mundo, é uma usina fotovoltaica com cerca de 2,3 mil painéis solares, que ficará instalada no Centro Tecnológico Randon (CTR), em Farroupilha/RS.

Outra ação foi da Scania, referência mundial de soluções de transporte sustentável, que celebrou 65 Anos no Brasil reforçando suas ações de descarbonização e uso eficiente de recursos naturais na fábrica. Entre as iniciativas inauguradas em 2022, a fabricante sueca destaca a Estação de Tratamento de Efluentes (ETE), investimento que permitirá que quase a totalidade do processo produtivo da planta seja abastecido com água de reuso e que seu excedente seja cedido para o Município de São Bernardo do Campo/SP.

Desde 2015, no pós-Acordo Climático de Paris, a Scania vem ampliando sua jornada de sustentabilidade. Em 2020, a empresa se tornou a primeira fabricante de veículos comerciais do mundo a ter suas metas climáticas aprovadas pela Science Based Targets Initiative – SBTi. Uma das principais metas estabelecidas até 2025 é reduzir em 50% a emissão de gases de efeito estufa das operações em indústria e comércio do grupo, com foco nos Escopos 1 (Emissões Próprias) e 2 (Emissões da Energia Adquirida).

 

Fonte: Carcon

Foto: Divulgação

Portal Estrada – Negócios em Transporte & Logística

O post A indústria automotiva e o impacto ambiental apareceu primeiro em Portal Estrada.

Fonte: Portal Estrada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.