Category Logística
EBA - Empresa Brasileira de Armazenamento, Redex e Operações Logísticas
EBA - Empresa Brasileira de Armazenamento, Redex e Operações Logísticas

Novo Serviço Expresso Amazonas da Log-In atenderá com mais agilidade demandas logísticas; já a VLI incrementou frota de vagões para atender novo fluxo de fertilizantes no Arco Norte

Por Camila Lucio, com informações de Assessoria de Imprensa

Log-In e VLI apostam em modais alternativos na região Norte
Como um fator de competitividade para o país e com foco em aumentar a presença na região Norte (Foto: Divulgação)

Como um fator de competitividade para o país e com foco em aumentar a presença na região Norte, companhias estão apostando em modais alternativos. Enquanto a Log-In Logística Intermodal anunciou o lançamento do novo Serviço Expresso Amazonas, a VLI adquiriu 78 unidades de vagões Hopper HTT, próprios para o transporte de commodities agrícolas e fertilizantes.

O novo Serviço Expresso Amazonas da Log-In tem como objetivo atender às demandas logísticas da região Nordeste e Norte, sobretudo, do Polo Industrial de Manaus (PIM). Com uma rota direta entre Manaus (AM) e o Porto de Santos (SP), sem escalas, a companhia estima reduzir para nove dias o tempo de viagem (Transit Time) das cargas transportadas entre esses portos, a partir da oferta de uma rota expressa.

Conforme a empresa, o novo serviço entrará em operação no segundo trimestre deste ano e contará com dois navios adicionais à frota da Log-In. As embarcações serão afretadas para cabotagem, com base nas alterações regulatórias já implementadas pela “BR do Mar”, na Lei 9.432.

Inicialmente, o serviço irá operar com saídas quinzenais e embarques regulares, garantindo flexibilidade nas datas das escalas e maior capacidade ofertada para o transporte de cargas, que correspondem a inúmeros tipos de produtos, como alimentos, bebidas, eletrônicos, linhas brancas, entre outros.

Na saída de Manaus, a rota conta com uma navegação expressa até Santos, sem escalas intermediárias. No caminho inverso, após sair do litoral paulista, a embarcação possui escalas nos portos de Navegantes (SC), no Sul do Brasil, Salvador (BA), Suape (CE) e Pecém (PE), na região Nordeste e, por fim, retorna para Manaus, completando um ciclo de 28 dias, com um navio descendo e outro subindo, conectando o Brasil de Norte a Sul.

De acordo com o Diretor Comercial da Log-In, Felipe Gurgel, o objetivo do Serviço Expresso Amazonas é atender as necessidades logísticas dos clientes das regiões Sul, Sudeste e Nordeste, mas principalmente região Norte do país, que estão relacionadas ao tempo de transporte das cargas oriundas da Zona Franca de Manaus.

“Entendemos a necessidade dos clientes de Manaus e desenvolvemos uma solução logística rápida, eficiente, segura e sustentável, com escalas estrategicamente pensadas, maior capacidade e melhor Transit Time”, ressaltou o executivo.

O início do novo serviço também está atrelado ao atual plano de expansão de negócios da Log-In, que adquiriu a empresa de transporte rodoviário Tecmar Transportes, e, a partir disso, integrou o Grupo Oliva Pinto como parte do Grupo Log-In. Segundo Gurgel, a conversão de cargas para o modal marítimo continua sendo um dos objetivos da Log-In.

APOSTA EM TRANSPORTE FERROVIÁRIO

EBA - Empresa Brasileira de Armazenamento, Redex e Operações Logísticas

De outro lado, a VLI adquiriu 78 unidades de vagões Hopper HTT, próprios para o transporte de commodities agrícolas e fertilizantes. A compra visa a incrementar a capacidade de cargas da companhia no Corredor Norte, que liga os estados do Tocantins e do Maranhão, onde está prestes a ser oficialmente inaugurado um novo corredor logístico de fertilizantes.

“Temos resultados crescentes ano a ano no Corredor Centro-Norte, fruto da confiança dos clientes na eficiência e na segurança do sistema integrado da VLI. Os novos vagões chegam para dar vazão a este crescimento natural de carga, acrescido dos volumes da nova operação de fertilizantes”, afirmou o diretor de Operações do Corredor Centro-Norte da VLI, Daniel Schaffazick.

Segundo a companhia, os vagões Hopper HTT, desenvolvidos e produzidos pela Greenbrier Maxion, possuem três principais diferenciais: redução do comprimento sem perda de volume, diminuição da tara (peso) e aumento da vida útil. Com todas essas otimizações, há um incremento na capacidade de carga por trem.

A empresa também destacou o sistema descarga rápida e o revestimento interno com pintura especial, que não retém a carga no interior do vagão. Além disso, as unidades novas possuem o sistema do truque “Motion Control”, de alto desempenho e com redução do desgaste de componentes, gerando menor consumo de combustível e mais segurança.

Para o presidente da Greenbrier Maxion, Eduardo Scolari, a tecnologia dos novos vagões Hopper é resultado do trabalho de pesquisa e desenvolvimento da área de engenharia da empresa, visando ampliar ainda mais o transporte de carga sobre trilhos.

“Os vagões proporcionam a máxima eficiência logística para a VLI, além de contribuir com meio ambiente com a redução do consumo de combustível e de emissão de carbono, favorecendo toda a cadeia e trazendo vantagem competitiva para o modal ferroviário. O comprometimento com o meio ambiente não é mais uma opção e sim um pré-requisito de sobrevivência na nossa forma de fazer negócio”, observou.

O novo corredor de fertilizantes do Arco Norte brasileiro é fruto de uma parceria entre a VLI e a Companhia Operadora Portuária do Itaqui (Copi), interligando o terminal da Copi, no Maranhão, ao Terminal Integrador de Palmeirante, construído e operado pela VLI no Tocantins.

Os investimentos iniciais do projeto giraram em torno de R$ 200 milhões e a capacidade inicial de movimentação proporcionada por esta nova estrutura é de 1,5 milhão de toneladas ao ano. A partir do Terminal de Palmeirante, os insumos atenderão aos produtores situados numa área que abrange os estados do Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Bahia e Piauí, além de Tocantins, Maranhão e do Distrito Federal.

Fonte: Mundo Logística

EBA - Empresa Brasileira de Armazenamento, Redex e Operações Logísticas
EBA - Empresa Brasileira de Armazenamento, Redex e Operações Logísticas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *