Category Notícias
EBA - Empresa Brasileira de Armazenamento, Redex e Operações Logísticas
EBA - Empresa Brasileira de Armazenamento, Redex e Operações Logísticas

Segurança além das exigências legais. Com requisitos internos baseados em estatísticas de acidentes e estudos aprofundados, os engenheiros da Scania preparam testes de colisão para melhorar a segurança. Desta vez, uma instalação com tanques de 80 litros para gás natural comprimido foi a que resistiu a um forte impacto lateral.

Nosso engenheiro especialista em P&D, responsável pelos testes de colisão e segurança, Dan Loftén, sabe tudo sobre esses testes. Depois de meses de preparativos, chegou a hora.

“Nós posicionamos o trator de reboque carregado pesado na pista de teste. Em seguida, usamos um cabo de aço para puxar a barreira deformável, representando um carro de passeio, direto para a instalação do tanque de gás montado na lateral, simulando uma colisão lateral”, diz ele.

O teste de colisão é cuidadosamente avaliado depois. O veículo é inspecionado e os engenheiros desmontam as peças que acharem interessantes. “E então, a análise. Usamos dados de medições durante o teste e também analisamos os vídeos de alta velocidade para ter uma visão detalhada do evento.” O material também pode ser usado para simulações e para desenvolver métodos de testes simplificados, já que os testes feitos com um veículo real são caros.

Então, os tanques de gás foram danificados? Não. Loftén pode ficar tranquilo que, em caso de um acidente real, o nível de segurança é alto. Veja no video abaixo.

Além disso, a Scania mostrou o que acontece com as baterias de seu caminhão elétrico em caso de acidente. Os testes de impacto estão em um vídeo divulgado, em 2020, pela marca. O objetivo é mostrar o nível de resistência de seus cavalos-mecânicos movidos a eletricidade.

“Os preparativos para qualquer teste de colisão são enormes. São meses de planejamento para um exercício que acaba em segundos”, afirma Leygraf.

EBA - Empresa Brasileira de Armazenamento, Redex e Operações Logísticas

“Por isso, o teste real é, em última análise, para confirmar que nossos cálculos são precisos?”, explica o engenheiro.

Com o teste de impacto, a Scania conseguiu comprovar a evolução de todos os componentes elétricos. Após a colisão, é possível conferir e avaliar o estado de cada componente do veículo.

Leia também: Executivos da Mercedes-Benz vão a oficinas para vivenciar a prestação de serviços aos clientes

Fonte: Jornada Scania

Foto: Divulgação

Portal Estrada – Negócios em Transporte & Logística

Fonte: Portal Estrada

EBA - Empresa Brasileira de Armazenamento, Redex e Operações Logísticas
EBA - Empresa Brasileira de Armazenamento, Redex e Operações Logísticas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *