Category Notícias

Manter a pressão correta dos pneus é fundamental para uma viagem segura e sem imprevistos. Você já leu que é preciso calibrar os pneus a cada 7 dias? Isso é indicado porque a perda de pressão é algo natural. Estima-se que, em média, a cada mês, uma libra seja perdida. Mas, antes da calibragem, a aferição (verificação) da pressão deve ser feita toda semana, a fim de evitar erros, porque há fatores que aceleram a perda de ar.

Dentre eles, furos e cortes na borracha, falhas de vedação ou problemas na válvula de enchimento. A aferição dos pneus semanal não é uma regra, você pode adaptar o período de acordo com o tipo de estrada a qual os veículos costumam rodar e o peso transportado.

O importante é realizar o acompanhamento de pressão, pois ele torna-se essencial. Além de evitar os diversos problemas que podem acontecer pela calibragem inadequada dos pneus, como aquaplanagem, derrapagem, tombamento de veículo e estouro de pneus.

Fora essas questões mais pontuais, também há o desgaste excessivo e/ou irregular da banda de rodagem, que pode ser uma consequência de não ter a pressão ideal. Então tudo bem, mas, afinal, como saber a pressão correta dos pneus?

Luiz Felipe, sócio fundador e CTO noa Prolog App, esclarece essa dúvida de muitos: “Todos os fabricantes de pneu já indicam uma pressão mais adequada para cada modelo. Porém, para saber a pressão ideal de calibragem dos pneus da frota, você precisa realizar o monitoramento dela: toda semana, use um aferidor, eletrônico ou manual, para ver a pressão que está no momento. Simultaneamente, você precisa analisar o nível de desgaste dos pneus através da profundidade dos sulcos.”.

Inclusive, muitas empresas usam a tabela de controle de profundidade dos sulcos para fazer o acompanhamento. Nela, é identificado qual é o desgaste esperado para certa quantidade de quilômetros rodados. Assim, quando um pneu sai desse padrão, os ajustes de pressão de rodagem são realizados.

Observando o tipo de desgaste, você consegue saber se precisa aumentar ou diminuir. Mas, caso não consiga identificar, vale realizar alguns testes e ir anotando todos os dados para criar a sua base de conhecimento da frota.

Fonte: Prolog App

Foto: Divulgação

Portal Estrada – Negócios em Transporte & Logística

Fonte: Portal Estrada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.