Category Notícias

Ironia do destino ou não, o fato é que a vida do motorista Carlos Fernando Silva Junior está atrelada à estrada desde muito cedo. Ele nasceu em Curitiba, no Paraná, mas sua chegada ao mundo foi mesmo uma verdadeira viagem. “Meus pais moravam no Rio de Janeiro e decidiram voltar a morar em Pelotas, no Rio Grande do Sul, cidade natal deles, quando minha mãe engravidou de mim. Nessa viagem de volta, não deu tempo de chegar ao destino final e eu nasci no meio do caminho. É por isso que digo que a estrada já está no sangue, porque eu de fato nasci na estrada”, conta Carlos.

Com 20 anos de estrada e 41 de vida, Carlos já dirigiu diversos caminhões Scania. Começou em 2005 com o LK 79, na sequência foi para o volante de um 113, em seguida dirigiu um 124 e depois um Scania R 440. Hoje, Carlos comanda a boleia de um R 450 da Dinon Transportes, de Canoas, no Rio Grande do Sul, fazendo o transporte de refrigerante e arroz. “Eu faço a rota Pelotas (RS), onde moro, para São Paulo (SP), para entregar as mercadorias em supermercados e distribuidoras de bebidas”, explica.

Desde 2020 dirigindo o mesmo caminhão – este Scania R 450 da Nova Geração -, ele é destaque no ranking dos melhores motoristas da Dinon. Desde então, se mantém com a nota A, segundo as avaliações do Scania Fleet, mostrando que é um bom condutor com a melhor média de combustível. “Fiquei muito feliz com este reconhecimento. Gosto do que faço e tento sempre fazer o melhor. É claro também que o caminhão ajuda. O Scania é o veículo que oferece a melhor média de combustível do mercado, além de ser muito confortável e dar segurança para nós que estamos todos os dias na estrada”, afirma Carlos.

Assim como Carlos, a esposa Bianca também é uma apaixonada pela estrada e pela Scania. Ela dá todo o suporte familiar para que o marido consiga trabalhar tranquilo. “Eu sempre falo que nós trabalhamos na mesma profissão porque quando o marido é caminhoneiro, se a esposa não abraçar o trabalho dele e aprender a lidar com todas as responsabilidades da casa, fica difícil para ele continuar na estrada”, destaca Bianca.

Até a Aline completar oito meses de vida – hoje ela tem 13 anos – e antes de ser mãe do Davi, agora com seis anos, Bianca acompanhava Carlos na boleia. Ficou por dez anos percorrendo as estradas que levavam à São Paulo e à Bahia. “Eu andei em alguns caminhões de outras marcas e sempre me sentia cansada quando chegava no nosso destino. Depois que viajei com um Scania, senti a diferença no conforto, não fiquei cansada, além de o caminhão ser lindo e ter o grifo. A Scania sempre tem um diferencial”, revela Bianca.

Neste ano em que a Scania completa 65 anos de Brasil, a família ABCD – como eles são conhecidos pelos amigos e familiares em função das iniciais dos nomes Aline, Bianca, Carlos e Davi – celebra junto com a marca, pois a Scania está no coração deles e no futuro do Davi, que já sinaliza querer seguir os passos do papai quando brinca com seu caminhão de madeira.

Fonte: Jornada Scania

Foto: Divulgação

Portal Estrada – Negócios em Transporte & Logística

Fonte: Portal Estrada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.