Category Notícias

A Volvo iniciou na Europa os testes com caminhão movido a célula de combustível de hidrogênio. Esta tecnologia está sendo vista como uma provável solução para os caminhões para operações de transporte de longas distâncias, especialmente pela autonomia de até 1000 quilômetros ou um pouco mais.

As células de combustível serão fornecidas pela Cellcentric, a joint venture entre o Grupo Volvo e a Daimler Truck AG, definida oficialmente em abril de 2021, para desenvolver e produzir células de combustível baseadas em hidrogênio para movimentar caminhões rodoviários, além de outras aplicações.

T2022 78902
Abastecimento poderá ser realizado em menos de 15 minutos, mas não existe ainda um infraestrutura instalada nas rodovias

“A combinação de bateria elétrica e célula de combustível elétrica permitirá que nossos clientes eliminem completamente as emissões de CO2 de seus caminhões, independentemente das atribuições de transporte”, disse o presidente da Volvo Trucks, Roger Alm. “Essa tecnologia está sendo desenvolvida há alguns anos, por isso é muito bom ver os primeiros caminhões rodando na pista de testes”, complementou o executivo. 

Diferente dos veículos movidos a bateria, os caminhões pesados elétricos movidos a célula de combustível terão alcance similar aos modelos convencionais a diesel e reabastecimento em menos de 15 minutos. De acordo com informações da Volvo, as duas células têm capacidade para gerar 300kw de eletricidade e podem ser aplicadas a composições para até cerca de 65 toneladas de PBTC ou até mais.

Na realidade a tecnologia da célula de combustível encontra-se ainda em fase inicial e tem ainda pela frente desafios como o fornecimento em larga escala de hidrogênio “verde”, produzido usando fontes de energia renováveis, como eólica, hidroelétrica e solar. Outro é o desenvolvimento de uma infraestrutura de abastecimento dos veículos.

T2022 78901
Tecnologia do da célula de combustível é vista atualmente como uma solução para o transporte de longa distância com emissões zero de CO2

Roger Alm espera que o fornecimento de hidrogênio verde aumente significativamente durante os próximos anos, já que muitas indústrias dependerão dele para reduzir o CO2. O executivo disse ainda que não dá para esperar mais tempo para descarbonizar o transporte e sugere que todas as empresas que atuam no segmento que comecem a jornada com caminhões elétricos já disponíveis.

“Em alguns anos, os veículos a células de combustível serão então um complemento importante para rotas mais longas e transportes mais pesados”, finalizou. A Volvo Trucks já oferece hoje caminhões elétricos a bateria e caminhões que funcionam com combustíveis renováveis, como o biogás.

Mercedes-Benz movido a célula de hidrogênio

A Mercedes-Benz começou a testar caminhões pesados movidos a célula de hidrogênio no final de abril de 2021. Pelos planos do Grupo Daimler Trucks AG, os testes com clientes começam em 2023 e as primeiras unidades produzidas em série começarão a ser entregues aos clientes em 2027.

O veículo bem como seus componentes começaram a ser testados em um cavalo mecânico Actros atrelado a uma carreta com 40 toneladas de PBTC e 25 toneladas de carga líquida em condições reais de aplicação enfrentando diferentes situações climáticas, manobras etc.

Mercedes Hidrogenio teste 02 maio2021
Mercedes-Benz movido a célula de hidrogênio em testes nas mesmas condições de caminhões da marca com motor diesel

O objetivo dos engenheiros é que o caminhão movido a hidrogênio e seus componentes tenham as mesma qualidades e quesitos de durabilidade de um Actros convencional movido a diesel. Assim, os testes devem ser rigorosos e extremos como caminhões Mercedes-Benz de qualquer outra geração.

Projetado do zero, o GenH2 Truck incorpora componentes completamente novos, como o sistema de célula de combustível, o trem de força totalmente elétrico e todos os sistemas associados e a unidade especial de arrefecimento, nos quais os desenvolvedores estão se concentrando durante os testes.

Outro ponto em questão refere-se ao peso específico e posição dos novos componentes, elementos que podem afetar o manejo do caminhão. Além disso, vibrações causadas por estradas, especialmente as em más condições, e situações extremas podem submeter o caminhão movido a célula de combustível a forças diferentes daquelas às quais estão submetidos os caminhões convencionais.

“Queremos oferecer aos nossos clientes os melhores caminhões neutros de emissões locais de CO2 – movidos por baterias ou célula de combustível com base em hidrogênio, dependendo da aplicação”, disse Martin Daum, Presidente do Conselho de Administração da Daimler Truck AG e membro do Conselho de Administração da Daimler AG.

Mercedes Hidrogenio teste 10maio2021
Na visão do Grupo daimler Truck, a propulsão por célula de combustível se tornará indispensável para o transporte rodoviário de longa distância

No entendimento do executivo do Grupo Daimler, no futuro a propulsão por célula de combustível se tornará indispensável para o transporte rodoviário de longa distância. Esse é também o entendimento dos parceiros, inclusive o Grupo Volvo Trucks, com os quais a Daimler Trucks trabalha para colocar a tecnologia do hidrogênio na estrada em caminhões produzidos em série.

Outro ponto visto como positivo a ser considerado na caminhada em direção ao caminhão movido a célula de combustível com base no hidrogênio é o compromisso assumido pelas agências reguladoras europeias sobre o uso de hidrogênio no transporte rodoviário de mercadorias.

De acordo com Daum, o apoio político desempenha papel importante para a criação de uma infraestrutura para o hidrogênio e para tornar seu uso por caminhões economicamente viável aos transportadores.

O foco da Daimler Trucks na produção de caminhões com célula de hidrogênio no lugar do diesel se estende também aos modelos com aplicação urbana. Para se ter ideia de consumo, no caso dos modelos estradeiros, a empresa pretende atingir autonomia de até 1.000 quilômetros, sem necessidade de reabastecimento, com um tanque apenas de hidrogênio.

Fonte: Portal O Carreteiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.