Category Notícias

O Porto de Imbituba encerrou abril com crescimento de 45,9% no seu índice de movimentação de cargas, em relação ao mesmo período de 2021. O volume de 680.954 toneladas é o maior já registrado no mês de abril e assume o 4º lugar no ranking das maiores movimentações mensais realizadas em Imbituba.

As operações de importação (45,8%) e exportação (45,5%) ficaram praticamente igualadas em termos de volume, seguidas da navegação de cabotagem (8,7%).

No acumulado do ano, o Porto público do Sul catarinense já soma a movimentação de mais de 2,6 milhões de toneladas, distribuídas no atendimento de 117 navios.

Os produtos do tipo granel sólido representaram 86,2% das operações de abril. A maior parte, garantida pelo coque de petróleo, seguido do minério de ferro, do milho e da hulha betuminosa. Os contêineres, apesar do recuo de 5,1% em relação ao número de TEUs transportados em abril de 2021, apresentaram alta de 21,9% no acumulado de janeiro a abril, se comparado ao volume realizado nos quatro primeiros meses do ano passado.

Para Fábio Riera, diretor-presidente da SCPAR Porto de Imbituba, empresa do estado de Santa Catarina que administra o Porto, a curva de crescimento que Imbituba vem registrando na atividade portuária não só fortalece o Porto como motor de desenvolvimento regional, como também reflete o intenso trabalho da comunidade portuária para atender as necessidades do mercado. Para este ano, a expectativa da Autoridade Portuária é de que o Porto alcance novo recorde histórico, ultrapassando 7 milhões de toneladas anuais.

O Porto de Imbituba movimentou em fevereiro 464,7 mil toneladas, crescimento de 18,7% em relação ao mesmo período de 2021. O resultado mensal também consolidou o melhor fevereiro que se tem registrado na história do Porto. Ao todo, foram recebidos 22 navios, um incremento de 15,8%. No acumulado do ano, o primeiro bimestre fechou com alta de 42,2% no volume movimentado, em relação aos dois primeiros meses de 2021.

As importações lideraram a movimentação mensal, representando 56,2% do fluxo de comércio, seguido das exportações, 35,9%, e da cabotagem, 7,9%. Os granéis sólidos caracterizaram a maioria das cargas transportadas, com 423,5 mil toneladas ao longo do mês, um crescimento de 47,9% em relação a fevereiro de 2021. O coque (calcinado e não calcinado) liderou a lista de produtos movimentados, com 180,4 mil toneladas, seguido do minério de ferro (88,7 mil t), coque calcinado (40,8 mil t), contêineres (37,2 mil t) sal (31,8 mil t) e malte/cevada (31,7 mil t). O Porto também transportou fertilizantes, produtos siderúrgicos, barrilha e farelo de soja.

Fonte: Porto de Imbituba

Foto: Divulgação

Portal Estrada – Negócios em Transporte & Logística

Fonte: Portal Estrada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.