Category Notícias

Uma carga de feijão com 24,5 toneladas de excesso de peso foi retida, na terça-feira (10), pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na rodovia BR-232, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. A mercadoria havia saído de Unaí, em Minas Gerais, com destino a Paulista, na Região Metropolitana da capital.

O flagrante foi realizado durante a abordagem a um caminhão com 71,7 toneladas de feijão, que trafegava no Km 14 da rodovia. Em consulta, os policiais verificaram que o veículo estava com um Peso Bruto Total Combinado (PBTC) de 98,5 toneladas, mas só poderia transportar 74.

A equipe emitiu uma autuação pela irregularidade e encaminhou o veículo ao pátio, para realizar o transbordo da carga em excesso para outro veículo.

No mês de abril, no Km 677 da BR 116 em Jequié/BA, policiais rodoviários federais flagraram um caminhão Volvo/FH 540, acoplado a dois semirreboques com 44.790 quilos acima da capacidade de peso permitida.

Os agentes realizavam fiscalização de trânsito quando perceberam o caminhão transportando blocos de quartzo com volume aparentemente acima da capacidade. Ele viajava em velocidade reduzida e com pneus abaulados, características evidentes de excesso de peso.

Com vistas a auferir mais lucros, muitas empresas acabam colocando toneladas de excesso de peso nos caminhões, inclusive, ajustam as carrocerias para carregar mais mercadorias. Estudos apontam que o excesso de peso diminui em 50% a vida útil das estradas. Os danos causados ao pavimento deixam trilhas de rodas ou afundamento do asfalto, que interferem na dirigibilidade de veículos de passeio, como automóveis e motocicletas.

Fonte: PRF

Foto: Divulgação

Portal Estrada – Negócios em Transporte & Logística

Fonte: Portal Estrada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.