Category Notícias

A Scania e a LKAB operam em indústrias que estão passando por mudanças significativas para alcançar um nível mais alto de sustentabilidade. As duas empresas bem estabelecidas estão agora unindo forças para operar caminhões elétricos nas minas da LKAB, um passo em direção ao futuro e ao transporte sustentável para esta indústria.

A LKAB está se esforçando para se tornar uma das empresas de mineração mais sustentáveis do mundo. O caminho para uma indústria siderúrgica segura, produtiva e livre de emissões de carbono começa com o minério de ferro nas minas e agora se estende para incluir também o transporte.

“Os caminhões elétricos fazem parte de uma ambição de estabelecer um novo padrão de mineração sustentável, completamente sem uso de combustível fóssil. Estamos trocando nossa frota de diesel fóssil e, como estamos testando a capacidade dos veículos elétricos movidos a bateria, as decisões tomadas com relação à escolha dos caminhões devem contribuir não apenas para uma maior produtividade, mas, acima de tudo, para uma mina mais sustentável e um ambiente de trabalho mais seguro”, diz Peter Gustavsson, gerente de projetos da LKAB.

O Heavy Tipper tem um peso total, incluindo carga, de 49 toneladas e transportará produtos residuais. O segundo caminhão está equipado com um guindaste, adequado para transportar as brocas de aço usadas nas perfuratrizes subterrâneas. O caminhão elétrico com o guindaste será eletricamente carregado no depósito, mas com a carga móvel nos locais também será possível aumentar a flexibilidade. Espera-se que os caminhões comecem a operar na LKAB durante 2022.

“Continuamos trabalhando com clientes que estão dispostos a experimentar soluções inovadoras junto com a gente. Para a Scania, é muito valioso poder testar veículos elétricos em ambientes extremos em operações de clientes reais na mina. Além disso, o Heavy Tipper elétrico é o primeiro de seu tipo na indústria e outro grande passo na jornada em direção a soluções de transporte sustentáveis em todas as aplicações”, diz Fredrik Allard, chefe de mobilidade elétrica da Scania.

“A entrada da Scania em nosso processo de transformação é valiosa porque nos dá a oportunidade de avaliar seus veículos movidos a bateria. Juntos esperamos desenvolver e construir caminhões livres de combustível fóssil que sejam tão ou mais produtivos do que os que temos atualmente”, conclui Gustavsson.

No Brasil, ainda há inúmeros desafios para a chegada do elétrico. “Há questões como investimentos governamentais, geração e distribuição da rede elétrica preparada para alta demanda (frota), geração da energia elétrica (fontes limpas) e descarte ou reciclagem e capacidade de vida útil das baterias. O veículo elétrico é o caminho do futuro, sim, mas o ‘Aqui e Agora’ para o Brasil é o gás, o que mais se aproxima do bolso do transportador”, finaliza Silvio Munhoz, Diretor de Vendas de Soluções da Scania no Brasil.

Fonte: Scania

Foto: Divulgação

Portal Estrada – Negócios em Transporte & Logística

Fonte: Portal Estrada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.